post-title O que é proibido despachar por uma transportadora? https://estrelaoriente.com.br/wp-content/uploads/cargas-proibidas.jpg 2021-08-04 14:36:54 yes no Publicado por: Categorias: carga fracionada

O que é proibido despachar por uma transportadora?

A principal diferença entre proibições e restrições é que os bens proibidos não podem de forma alguma entrar ou sair de um determinado país, enquanto que as mercadorias restritas podem ser enviadas somente em certas circunstâncias ou sob certas condições

Artigos proibidos, restritos e não-recomendados. Qual é afinal a diferença? O que posso e o que não posso enviar ao usar uma empresa de entrega de encomendas?
Vamos tentar esclarecer esses pontos uma vez por todas, assim ficará mais fácil de entender qual é a diferença entre proibições e restrições. Assim, saberá exatamente se pode ou não enviar aquela caixa para seu amigo que mora em outro estado ou mesmo outro país. Lembre-se que uma transportadora só pode enviar cargas através da emissão de nota fiscal e o produto deve sempre estar devidamente acondicionado de forma a proteger a própria carga e outras que viajarão junto com ela em um veículo.

As cargas não podem fazer parte de uma lista de produtos considerados “cargas perigosas” que são todas aquelas que podem ser nocivas ao meio ambiente, à população e aos seus bens, bem como à segurança pública.De acordo com a Resolução 5.232/16, mais de 3 mil itens são considerados perigosos, tendo em comum suas características de origem biológica, química ou radiológica.

Podemos classificar as cargas perigosas em 9 categorias, sendo elas:

  • Gases, que se dispersam no ar com facilidade e, na maioria das vezes, não têm cheiro e nem cor, como a amônia, o cloro ou mesmo o gás de cozinha
  • Sólidos inflamáveis, como o enxofre, que se inflama sob atrito ou em contato com chamas
  • Líquidos inflamáveis, que incluem combustíveis comuns como o óleo diesel ou a gasolina, que entram em combustão sob altas temperaturas
  • Materiais radioativos, geralmente utilizados nas áreas hospitalares e industriais, que exigem o uso de contêineres blindados para que a radioatividade não se espalhe
  • Substâncias infectantes ou tóxicas, como os pesticidas, por exemplo, que são produtos químicos capazes de provocar danos significativos à saúde
  • Peróxidos orgânicos e substâncias oxidantes, que podem causar incêndios por peróxido de hidrogênio ao liberar oxigênio
  • Materiais explosivos, como pólvora ou nitroglicerina, que são capazes de gerar altas quantidades de gases e de calor
  • Substâncias corrosivas, como a soda cáustica ou o ácido sulfúrico, que causam queimaduras quando em contato com a pele, tanto em seu estado líquido, quanto sólido
  • Itens e substâncias perigosas em geral, que incluem as cargas perigosas que não se adéquam às classificações citadas até aqui. O exemplo mais comum é o das baterias de lítio.

1. Itens proibidos

Existem ítens que embora não são proibidos, mas que a Empresa de Transporte decide não transportar por ser, em seu julgamento, produtos sensíveis e muito frágeis, e portanto você sempre deve consultar a empresa e peerguntar se o seu produto é “transportável” por essa ou aquela transportadora.

De forma geral, ítens proibidos são aqueles artigos que podem causar perigo ou dano. Há alguns itens que não podem ser enviados em hipótese alguma, ou seja, são itens proibidos. Veja abaixo a lista que elaboramos para ajudá-lo. Ela não é exaustiva, mas dará uma visão geral sobre o que não pode enviar ao usar uma empresa de transporte de encomendas ou correio:

  • Bebidas alcoólicas contendo mais de 24% de álcool por volume (ABV)
  • Aerossóis
  • Armas de fogo / munições (incluindo réplicas)
  • Extintores de incêndio
  • Explosivos
  • GasolinaLíquidos inflamáveis (como esmaltes, acetona, compostos de limpeza) ou sólidos (baterias, fósforos, etc.)
  • Perfumes (contendo álcool)
  • Substâncias tóxicas e infeciosas (como veneno ou qualquer desperdício ambiental, clínico e médico)
  • Produtos de tabaco (cigarros, charutos, cigarros eletrónicos)
  • Flores e outras plantas
  • Restos humanos ou animais (incluindo cinzas) e urnas funeráriasAnimais vivos ou produtos animais
  • Alimentos (qualquer coisa perecível, incluindo em sua forma líquida – ou seja, carne, produtos lácteos, refeições prontas para comer, frutas frescas ou legumes)
  • Bilhetes de loteria e acessórios/ objetos de jogos de azar
  • Materiais e objetos pornográficos
  • Qualquer material, substância ou produto químico não-identificável
  • Remédios, medicamentos ou outros produtos farmacêuticos
  • Baterias de lítio ou quaisquer dispositivos eletrónicos com essas baterias não são permitidos no transporte aéreo
  • Moeda, joias, metais e pedras preciosas
  • Substâncias e objetos perigosos
  • Objetos ilegais
  • Amostras médicas
  • Objetos que precisam de um ambiente com temperatura controlada
  • Objetos de grande valor sentimental
  • Outros itens frágeis
  • Itens que podem danificar outras parcelas durante o transporte

Na maioria das vezes, as empresas transportadoras adequam seus serviços de transporte de mercadorias a cargas cobertas por seguradoras. Portanto, qualquer objeto que seja perigoso e que possa estragar o conteúdo da sua encomenda ou de outras caixas que estão ao lado ou, ainda pior, que cause perigo às pessoas que manipulam a encomenda é considerado proibido. Se algum desses itens for enviado sem o conhecimento da transportadora e vier causar prejuízo, acidentes e sinistros, a empresa responsável pelo envio poderá sofrer sanções da legislação vigente.

No caso de transporte internacional, o controle é mais rígido. Como um remetente, deverá sempre cumprir os regulamentos ou leis aplicáveis do país para o qual enviará seu pacote. Portanto, se não tem certeza se pode enviar um item em particular, deverá examinar mais de perto as restrições de transporte específicas no país de entrega, pois sua mercadoria poderá ser confiscada e destruída e você ainda sofrer sanções no país de destino.

2. Artigos restritos

Ainda falando de encomendas internacionais, a principal diferença entre proibições e restrições é que os bens proibidos não podem de forma alguma entrar ou sair de um determinado país, enquanto que as mercadorias restritas podem ser enviadas somente em certas circunstâncias ou sob certas condições (geralmente requerem licenças ou permissões especiais). Alguns dos itens proibidos também podem ser permitidos em quantidades limitadas (como pequenas quantidades de líquidos). Isso só é possível se os riscos que eles podem causar são minimizados e caso a embalagem seja adequada.

3. Itens não-recomendados

Existe uma grande diferença entre itens proibidos e não-recomendados. Embora certos itens não sejam proibidos, seu envio ainda não é aconselhável. Alguns produtos simplesmente não são adequados para envio por meio de uma empresa de correio, pois existe um alto risco de danos. Por exemplo, se deseja enviar apenas uma garrafa de vinho por uma transportadora, você deverá ter sempre em mente que deverá haver a emissão de uma Nota Fiscal do referido remetente para o destinatário e deverá certificar-se de que está perfeitamente embalada. Isto é para garantir que o vidro não se quebre durante o transporte. Verifique sempe com a empresa de transporte para saber como embalar adequadamente itens frágeis.

Muitos produtos alimentícios também não são adequados para serviços de envio de encomendas padrão pois precisam de condições especiais de transporte, como armazenamento refrigerado e de temperatura controlada. Um cheiro suspeito vindo de uma caixa deverá ser suficiente para que a equipe de logística o inspecione e o devolva ao remetente!

Regras semelhantes aplicam-se a dispositivos eletrónicos (como laptops, monitores ou televisores, se não forem transportados por avião) ou quaisquer itens frágeis e valiosos. Os serviços padrão não se destinam a enviar nada quebrável e delicado. Se ainda decidir enviar seus itens, deve assumir a total responsabilidade e protegê-los o máximo que puder. Há empresas que rejeitam tais cargas e outras cobram taxas  por entender que estas encomendas são produtos frágeis e mais suscetíveis  a avarias.

Tenha em mente que as empresas de transporte têm o direito de devolver a encomenda ao remetente se, depois de digitalizá-lo no depósito local, descobrirem que seu conteúdo não é apropriado para o envio. Para evitar isso, pense duas vezes antes de mandar seus itens.

Considerações finais

De acordo com nossos Termos e Condições (Seção 10.4), ainda pode enviar itens “perigosos” e não-recomendados. No entanto, esteja ciente de que qualquer problema decorrente desse tipo de envio é de responsabilidade do remetente. E lembre-se sempre de empacotar seus itens corretamente para evitar danos, ok?

Matéria adaptada por Sala88
por: Fernanda Vercz
Fernanda is a journalist, photographer and a traveller. She works as a Content Creator for Eurosender.

 

SE SUA NECESSIDADE É ENVIAR OU RECEBER CARGAS FRACIONADAS, ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Podemos criar soluções customizáveis

Com uma vasta experiência, nossos profissionais podem analisar sua demanda e encontrar soluções personalizadas para sua operação visando sempre a economia com qualidade no atendimento.

Consulte-nos: +55 41 3388-9898

 

tags:
Transporte de cargas, Encomenda para São Paulo, Carga para São Paulo, Distribuição de carga em Curitiba e região, Logística em Curitiba, Armazenagem em Curitiba, Carga fechada, Cargas fracionada, Carga dedicada, Distribuição nacional de cargas, Encomenda para Curitiba, Estrela do Oriente, Estrela do Oriente Transportes, Transportadora em Curitiba,Transportar é nossa missão, caminhão autônomo, protocolo covid, logistica integrada

#estreladooriente #transportefracionado #distribuicaodecargas #transportedecargas #distribuiçãodecargaemcuritiba #logísticaemcuritiba #armazenagememcuritiba #cargafechada #cargasfracionadas #cargadedicada #distribuiçãonacionaldecargas #transportadoraemcuritiba #transportarenossamissão

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carregando…