Posted by
Dicas, Embalagens

O custo da embalagem afeta todas as atividades de logística desde o controle de estoque até a forma como são transportadas para que cheguem ao seu destino, que é o consumidor final. A embalagem possui relação com todas as áreas da empresa, e é essencial para atingir os objetivos, sejam eles comerciais e/ou logísticos, disponibilizando os produtos no tempo certo, nas condições adequadas e ao menor custo, possui um impacto significativo sobre o custo e a produtividade dentro dos sistemas logísticos. Seus custos mais evidentes se encontram na execução de operações automatizadas ou manuais de embalagem e na necessidade subsequente do descarte adequado.

 
A embalagem pode ser visualizada dentro do sistema logístico total e seu papel nos mercados industrial e de consumo; as três principais funções da embalagem (utilidade e eficiência de manuseio, proteção contra avarias e comunicação); e materiais de embalagem tradicionais, tecnologias emergentes e implicações ambientais. Apesar de sua reconhecida importância nas empresas que atuam no segmento de consumo, ainda não recebe da maioria das empresas um tratamento condizente com o grau de contribuição que esta oferece ao negócio e, menos ainda ao papel estratégico que desempenha em muitas destas organizações.
 
Isto acontece por que faltam nestas empresas a visão e o entendimento do que este material representa no novo cenário competitivo.
Os significados da embalagem como expressão tangível da personalidade da empresa e o valor que ela agrega a marca do fabricante ainda não são totalmente conhecidos o que leva a uma subutilização de seu potencial, fazendo com que não ocorra frequentemente uma gestão efetiva desta atividade, que acaba relegada a uma função meramente logística e operacional.  Diversas vantagens podem ser exploradas a partir de uma boa gestão de embalagens: a redução de tempo, melhora na produtividade, otimização de equipamentos, eficiência no transporte, comunicação interna e externa.